Fenecer

16 dez

A poesia acabou!

A canção cessou !

O sonho teve fim!

Sem adeus!

Sem perfume!

Sem sabor!

Só restou saudade!

Como esquecer que no jardim havia uma rosa?

Como acreditar que não mais poderei vê-la!?

Nada deixou, a não ser ilusão…

Nem ilusão…

Fez questão de destruí-la!

Mostrou-me seus espinhos…

Mas flores são mesmo assim;

Hora sentem, hora não sentem…

Acreditam que o verão será eterno,

Mas, o inverno chega para todos!

Até para as flores!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s