Com o Dedo na Ferida!

19 jan

A “ccc-combo breaker” é gíria para a Internet quando alguém rompe uma cadeia de pessoas repetindo a mesma frase em uma mensagem “Alguém tinha de dizer isto”

Às portas da posse do 1° Presidente Negro dos EUA, que a despeito de muitas coisas não é exemplo pra ninguém deu um exemplo do que é Democracia no quesito racial. Resolvi “por o dedo na ferida”, da tão falada “Democracia Racial” existente no Brasil, que não passa de um mito e serve apenas como uma máscara para esconder um estado de coisas no mínimo perverso! O chamado racismo cordial, que nada mais é (simplificando o termo) que um racismo feito por “baixo dos panos”, onde aqueles ou aqueles que tem atitude racista o fazem de maneira que o preconceito não seja visto como tal , fato este que impede o sujeito não apenas de reagir contra tais atitudes , bem como de mover os meios necessários taís como: a lei , afim de preservar os seus direitos como cidadão de fato e de direito! Um destes exemplos são os grupos que discutem a questão das Cotas Raciais. Sei que o assunto é meio requentado e para alguns já é uma questão ultrapassada. O que ocorre é que esta questão é “que nem maré” volta e meia o assunto vem à tona! Ocorre que a coisa de alguns anos atrás resolvi entrar em uma destas comunidades do Orkut a respeito do tema. Santa burrice! Se arrependimento matasse…  Bem! A coisa se deu da seguinte forma me envolvi em debate caloroso, que resultou inclusive em algumas ameaças a minha pessoa feitas por membros da tal “comunidade”, que teve como resultado a minha retirada do tal grupo. Hoje para não cometer nenhuma injustiça, resolvi dar uma olhadinha na tal comunidade e confesso que deu uma melhoradinha e o nível da discussão melhorou bastante, mas, o ranço continua lá. Após isto resolvi deixar esta questão um pouco de lado, mas, outro dia observando que a questão havia retornado a baila por conta da eleição do Obama , resolvi desenterrar o assunto postando aqui , de maneira retocada o que postei na tal comunidade. Deixo claro que minha posição não é panfletária, embora, seja bastante exaltada, e, que não espero que ninguém concorde com ela! Apenas expus da minha forma a minha opinião a respeito do tema e da tal comunidade. Abaixo destaquei umtrecho do tal post. Não posso deixar de lembrar apenas uma coisa muito interessante, o Brasil, apesar de se definir como um país sem preconceito possui várias formas de preconceito e de discriminação , contra o pobre , o feio , deficiente , o gordo , etc., sendo , portanto, o racial apenas um deles , mas, que deve ser combatido onde quer que ele exista.Citando Martin Luther King:

“O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons.”

Isto em qualquer situação!

Em defesa das Cotas!

Hoje recebi duras crítica ao
defender as cotas para Indígenas e Afro decentes de uma comunidade do Orkut , bom é claro que isto não irá mudar a minha postura e nem tão pouco me preocupar o que irão pensar estes fulanos , de fato o que me preocupa é quando uma comunidade que se apresenta cheia de estereótipos , e propõe-se como não racista e defensora da igualdade , pois deixa espaço para uma pergunta … Qual igualdade defende esta turma?! Isto é uma coisa para se pensar!

Bom! Vou deixar uma cópia do texto que escrevi para eles, e se for possível deixarei também, uma cópia da afamada figura que representa a tal comunidade.

capaInsistindo no estereotipo e no racismo cordial

Insistindo no estereotipo e no racismo cordial, é assim que enxergo uma comunidade tosca como esta, e, que a princípio defende uma bandeira estereotipada e racista bem com a cara da foto que a representa. Caro criador da comunidade Senhor (X)! Deveria voltar para escola e estudar um pouco de História do Brasil, pra ver como é absurda essa idéia anti-cotas, o país tem uma dívida social com estes grupos que sempre foram e ainda são atacados, achacados e ofendidos diariamente, seja, de uma forma privada ou publica. Bem como, dessa sociedade, que sempre privou estes grupos do aceso a uma faculdade e de varias coisas como a posse de terra, habitação moradia e uma vida descente. O que você e essa turma que pretendem, não é a defesa de uma posição legítima, mas, sim do Status Quo privatista que existe no país desde que ele foi fundado ,portanto,se você quer fazer defesa de alguma coisa porque não inicia uma discussão sobre o fim do sistema de ensino privado e implantação do sistema educacional publico e universal !? Pois, só com isso, ou seja, tendo o rico e o pobre, o negro e o branco, compartilhando o mesmo espaço, o que seria um passo para igualdade, tão defendida por “vocês”. Partindo deste ponto talvez tenhamos uma escola de maior qualidade para todos! Com isso todos
iriam ter que se beneficiar do mesmo sistema de ensino, fato que levaria a uma melhora real e verdadeira (não a falácia que é propagada pelos os políticos e imprensa de um modo geral), já que filhos das classes mais abastadas também estudariam lá, somente quando isso ocorrer poderemos

falar em uma faculdade sem sistema de cotas , que não significa dizer que este grupo é inferior porque precisa de uma lei para que possam garantir seu direito , mas , para quebrar o monopólio de um grupo que se adonou desse importante instrumento de poder e de ascensão social que é a universidade . Em resumo é tratar igualmente os desiguais, uma vez que parece, que nossa sociedade assim como está, não oferece igualdade e justiça a todos. Por outro lado é necessário que se faça esta reparação a estes grupos, que ao contrário dos imigrantes europeus de um modo geral , não vieram ao Brasil por desejo, vontade , convite ou qualquer outro objetivo altruísta de ambas as partes , mas , antes foram humilhados , seqüestrados e violentados , fato este que , pessoas brancas de “classe média” desconhecem ou simplesmente ignoram, também cabe lembrar , que após a dita libertação dos escravos , estes não se tornaram cidadãos , pois, devido a idéias eugenistas e branqueadoras o negro deveria ser excluído desta sociedade , afim de criar uma nação européia (branca) , onde o negro não possuía lugar ,embora, fosse ele e não o imigrante que através do seu trabalho , suor e sangue , pois segundo Antonil ” os negros eram os braços e pernas ” daquela sociedade , auxiliaram na fundação deste país e grosso são vistos como indivíduos sem história e marginalizados socialmente por conta desta relação construída ao longo do tempo no Brasil.O que ocorre quando se discute ou se cria uma comunidade como esta, é que ainda que inconscientemente, reforça este modelo de sociedade e defende o chamado lugar social, isto em poucas palavras, se resume em manter as coisas como estão o negro como empregado e não como igual, o indígena como ignorante e não como detentor de um patrimônio cultural, digno de respeito e assim por diante, poderia me deter a muitos exemplos… Mas, a questão principal é que a pelo menos um ano atrás fui excluído desta comunidade que se diz democrática, porém, depois de uma rápida pesquisa entre os membros percebi que em quase sua totalidade é formada por brancos ( digo isto sem ressentimento), o que demonstra que ela não é tão democrática assim, e , depois de ler alguns tópicos constatei que a mentalidade dos participantes continua a mesma ,por este motivo é que mudei o apenas o titulo para este aí acima
“Um ano depois e continua tudo na mesma , que pena!”

Para aqueles que acreditam que existe uma classe especial de pessoas , olhem-se no espelho e pensem de novo!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s