Luzes da Cidade

15 mar

Vez por outra me apanho observando as luzes da cidade ao longe, perdidas na distância…

Piscam , riem , choram, faíscam, solitariamente….

Penso que as luzes são pessoas, cada qual no seu lugar, cada qual com sua dor…

Alegres?! Tristes?! Quem saberá!

O brilho indelével, suave, vigoroso nas noites frias da cidade.

E mesmo nas noites quentes e alegres lá estão elas, noite, após noite a brilhar!

Silenciosas, por vezes, se apagam, algumas pra nunca mais.

Mas, no nascer do dia são logo substituídas…

Afinal nada é insubstituível, a não ser pela impressão de que algo não está como costumava ser…

E como tudo na vida os dias passam e as pessoas passam por aquelas luzes sem se perguntar sobre seu valor, sua cor e a beleza, que estas (de fato) possuem.

Nem se dão conta do mistério insondável existente por traz de cada brilho!

Tudo se tornou trivial e uma luz é apenas uma luz, nada mais!

Anúncios

Uma resposta to “Luzes da Cidade”

  1. Mirilaine outubro 7, 2010 às 10:06 pm #

    Que texto legal, vc tava muito inspirado não ? As luzes nos lembram que existe algo além da escuridão, podem ser luzes visuais “sol”, lâmpada … mas também as luzes apagadas do olhar infeliz, triste ou do olhar brilhante, iluminado ! Isso só nos mostra, diz uma coisa, estamos vivos !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s