FLISOL 2010

25 abr

Pois, então! Ontem fui à Flisol ( Festival Latino Americano de Instalação de Software Livre) que ocorreu nas dependências da Faculdade Inove. Assisti à algumas palestras e visitei o restante da feira, que estava bastante interessante.

Não pretendo falar detalhadamente sobre cada uma das palestras aqui neste post ,pois, acredito que os temas necessitam de uma reflexão mais detida e detalhada , coisa que pretendo fazer durante esta semana com mais tempo.

Por hora, pretendo só passar uma impressão geral das palestras que tive oportunidade de acompanhar.

As palestras de um modo geral foram muito interessantes e úteis, principalmente para tomar conhecimento de algumas pesquisas e projetos desenvolvidos na área de software e mesmo como o pessoal deste campo pensa a sua profissão.

 

palestra
Por que o Software Livre é bom para o Brasil? por Maruen Said Ghadieh

 

A primeiro palestrante que tive oportunidade de acompanhar tratou do tema : “Por que o Software Livre é bom para o Brasil?” por Maruen Said Ghadieh , que em linhas gerais tratou sobre questões relacionadas as vantagens econômicas da utilização deste tipo de recurso, problemas relacionados à pirataria, usuário empresarial e usuário final (desktop) , ferramentas em nuvem, o peopleware (termo que se refere as pessoas que se dedicam ao desenvolvimento e aperfeiçoamento de sistemas e ferramentas digitais) , entre outros temas.

A segunda palestra foi sobre “Multiterminais – o caso do Dinf UFPR” por Aramis Stach Haiduski Fernandes, que seria em termos simplificados a utilização de independente de um sistema composto por um conjunto de periféricos ligados a um terminal “inteligente” ou terminal “burro”, funcionando de forma independente como se estivessem ligados as máquinas independentes, projeto este já implantado nas escolas publicas do Estado do Paraná, o interessante foi descobrir que é possível utilizar este projeto em outros espaços , como o de casa por exemplo.

 

Ramiro Luz demonstrando o F123.

 

Após esta ultimo palestrante houveram várias mini palestras que trataram sobre vários assuntos, tais como: a opção e a utilização do BrOffice , experiencias profissionais e pessoais sobre o uso de software livre , entre outras, podendo ser destacada a palestra sobre inclusão digital para portadores de deficiência visual, ministrada por Ramiro Luz.

Ramiro falou de modo sucinto sobre a utilização da ferramenta F123 , a qual cedeu algumas cópias ao interessados (eu inclusive) . Este software é direcionado a portadores de deficiência visual e consiste em uma ferramenta que “lê” o sistema operacional de maneira a permitir a utilização deste aos portadores deste tipo de necessidade , informou ainda, que o projeto pretende estender-se aos portadores de deficiências motoras . A ferramenta me pareceu bastante promissora, útil e leve, feita para funcionar sobre as plataformas Linux , através da instalação na pendrive , possui ainda , um cópia live do Ubuntu , que permite a portabilidade ao seu usuário, de modo este que possa utilizá-la em qualquer máquina que possua porta USB. O palestrante ressaltou o fato de ser uma ferramenta em desenvolvimento ,portanto, podendo ter suas funcionalidades aprimoradas , bem como a sua ampliação para diversos outros idiomas.

Após algumas palestras resolvi conhecer o laboratório de instalação de software livre , aonde algumas pessoas traziam seus computadores para implantação do Linux. Entres as opções de Distribuição Linux podiam ser encontradas a Debian e o Ubuntu , entre outras.

 

Laboratório de Implantação de Software Livre.

 

Depois me dirigi a Oficina WordPress organizada por Vinicius Massuchetto, aonde fui prontamente atendido , e pude obter mais algumas informações e tirar dúvidas sobre esta ferramenta a qual utilizo a pelo menos três anos . A ferramenta tem muitas vantagens e é bem bacana ,mas, do meu ponto de vista , falta a flexibilidade do Blogger. Por outro lado a falta de flexibilidade em comparação a outros serviços, é compensada pela estabilidade e confiabilidade da mesma , que possui um conjunto de ferramentas e postagem , que me lembram a chamado do arroz Uncle Benz que dizia “Sempre dá certo.”, ou seja , não dá muita margem para erros , fato que permite que usuários iniciantes de um modo geral possam utilizar o sistema sem maiores problemas.

Finalizando posso dizer o seguinte; a feira foi mais do que eu esperava, tem um grande potencial, quem faltou perdeu, e quem sabe algum dia possa participar dela como palestrante, quem sabe.

O evento foi organizado em Curitiba pelos seguintes responsáveis:

Grupo de Usuários Debian do Paraná (GUD-BR-PR)

http://www.debian-pr.org (Página da Organização)

Faculdades Santa Cruz

http://www.santacruz.br

Agora só resta aguardar os próximos eventos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s