Cãosumismo

13 jun



Do Salada Cultual

Se você é como eu e gosta de assistir um bom filme e também de animais , já deve ter assistido filmes do tipo “Marley e Eu”, “Bethoven: O Magnífico!” , “Sempre ao Seu Lado”, entre outros .

Os filmes e as histórias em si são muito bonitas e comoventes de um modo geral, mas, existe um outro lado que nunca é falado ou tratado quando se pensa nestas películas. A esta altura você deve estar se perguntando do que este cara está falando? Simples ! Do fato destas histórias ,ainda que indiretamente, transformarem os animais em objeto de consumo.

Isto ocorre de uma forma banal e estúpida ,pois, as pessoas assistem o filme , acham bonito, ficam fascinadas e resolvem simplesmente ir até o Pet Shop ou feira mais próxima para adquirir o animalzinho da moda e depois quando os “problemas” com o animal surgem(o animal mia, late, faz cocô, xixi ,etc.) fazem aquilo que costumam fazer com tudo que já não mais lhes interessa , descartam. E aquele belo, caro e bem tratado animal se converte em lixo.

Digo isto porque a algum tempo tenho pensado em ter um animalzinho , mas , moro em um apartamento e tenho pensado no bem-estar do bichinho o qual pretendo adotar.

Isto mesmo ADOTAR, para que comprar um cãozinho ou um gatinho , se existem tantos animais sem dono precisando de um lar. Mas, um lar não é apenas um teto ou um lugar para estar , é aquele lugar que representa refúgio, abrigo e amor, para todo aquele que dele necessita, mesmo um animalzinho.

Portanto, caso esteja lendo este post e assim como eu, esteja pensando em adotar um animalzinho leve em consideração alguns pontos:

1° Um bichinho de estimação não é brinquedo;

2º Você deve estar disposto a dar amor e comprometimento;

3° Ter em mente disponibilidade de espaço e tempo para seu animalzinho;

4° Dar os alimentos , vacinas e o carinho necessário;

5° Sobre tudo respeito a vida e aos animais.

Estas são apenas algumas indicações mínimas para quem deseja adotar um animal, pois assim como você e eu os animais possuem sentimentos . Simplificando Schopenhauer , “Tudo o que vive sofre.” e a dor do sofrimento é igual para todos , por isso a necessidade de respeito e amor ao próximo, mesmo que o próximo seja um cão ou um gato que vagem tristemente pela rua e quem sabe durma em frente a calçada de sua casa.

Caricatura de Arthur Schopenhauer, por Wilhelm Busch

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s