Capitalismo uma História de Amor

11 jul

Do Dom Juan De Sampa

Neste final de semana, andei assistindo a alguns documentário de Michael Moore , “Sicko” que trata a respeito do sistema de saúde estadunidense e o “Capitalismo uma História de Amor” que trata basicamente das agruras e desventura do povo norte americano tentando sobreviver em meio a uma avalanche financeira, crida por políticos e políticas inescrupulosas e gente da bolsa que faz aposta ganha e perde muito dinheiro na banca de apostas da bolsa de valores de Wall Street , dinheiro alheio que fique bem claro! Afinal especular com o dinheiro dos outros (e aval do Estado) é sempre mais gostoso!

Sicko

O que fica evidente em relação a estes dois documentários, é o fato de como as políticas neoliberais podem ser degeneradoras do tecido e da estrutura social econômica e política de um país, o que mais me chateia nisto tudo é estas coisas não serem mostradas ou exibidas em canais de televisão, claro que por outro lado seria muita inocência da minha parte pensar que qualquer das emissoras de teve brasileira , ditas sempre como “isentas” e “democráticas” , jamais seria capaz sequer, de pensar nesta possibilidade. Acredito que seja uma espécie de efeito “Super Size Me”, causado pelo documentário de mesmo nome, que para quem não lembra , despertou as pessoas sobre os perigosos efeitos causado pela dieta junk food oferecida em Mcs e empresa similares , ainda que sua divulgação tenha sido limitada , os efeitos se fizeram sentir em toda as partes do planeta, de forma que qualquer documentário deste calibre é visto como perigoso, porquê quando a verdade vem à tona , precisa ser amordaçada.

O documentário sobre o capitalismo de fato ainda não chegou oficialmente ao Brasil ,mas, anda circulando pela rede, sendo exibido , na integra, online. De modo que, mesmo com certas limitações tive acesso ao seu conteúdo, que representou para mim um soco no estômago, devido aos problemas e dramas por ele apresentados , com pessoas sendo jogadas para fora de suas casas pela polícia e todos os problemas resultantes da pequena brincadeira dos ricos e poderosos da bolsa em Wall Street.

Isto me levou a pensar por que não houve nota na imprensa sobre o filme e o seu lançamento, no caso da minha cidade , parece que nem nas salas publicas de cinema , que se acham em extinção devido a política do fecharemos agora e reinauguramos outra melhor depois, sequer foi mencionado. Talvez, seja o medo do impacto de uma película destas rodando livre por aí tão perto das eleições , pois , esta traz a baila a lembranças e memórias de um certo alguém que defendia a ideia de que o mercado , a livre negociação, bem como a diminuição de impostos sobre um certo grupo da sociedade trariam o bem-estar e a felicidade a esta nação , e que desejam retornar nas asas da fraca memória brasileira , coisa nada desejável.

Por outro, lado se o brasileiro é ruim de memória é bom de comparação e não demoraria muito para ele comparar as situações. juntar os pontos e associar as parcas lembranças que possui de um certo alguém com a turma que está querendo voltar, portanto , o filme se torna perigoso e não pode ser destruído ou impedido de circular no pais, como aquele famoso documentário “Muito Além do Cidadão Kane”, contudo,este pode ser invisibilizado simplesmente deixando de falar sobre ele e as questões que suscita, assim como deslegitimá-lo e desacreditá-lo , através das práticas de assassinato moral tão na moda nos pasquins e programas pseudo- jornalísticos dos dias de hoje.

O filme deve estar disponível oficialmente , após o dia 22 deste mês, portanto, fica a dica assistam o DVD e reflitam como a ignorância , o indivídua lismo e o desejo de lucro fácil estão custando a felicidade de todo uma nação. Isto poderia acontecer com você.

Uma resposta to “Capitalismo uma História de Amor”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s